fbpx

Controle de acesso por cartão ou por biometria: diferenças

Controle de acesso por cartão de proximidade ou por biometria? Qual usar na minha estratégia de segurança no condomínio?

Esta é uma das perguntas que muitos síndicos e gestores de segurança se fazem na hora de definir qual modelo de controle de acesso implantar.

Este post faz um comparativo entre os controles de acesso por cartão e por biometria para ajudar na decisão.

controle de acesso por cartão

Controle de acesso por cartão

Muito utilizado em edifícios comerciais, o controle de acesso por cartão de aproximação também é bastante empregado em condomínios residenciais, principalmente para o controle de entrada e saída de visitantes.

Com o surgimento de opções mais modernas e vantajosas, este sistema de controle de acesso já não é mais a primeira escolha dos síndicos e administradores de condomínio.

Como funciona

O sistema de controle de acesso com cartões contendo chip de identificação de radio frequência (RFID) funciona a partir de um cadastro do visitante, com dados como nome completo, número do R.G. ou outro documento de identificação e grau de relacionamento com o condômino, assim como a identificação exata do local a ser visitado dentro do condomínio.

Esse cadastro é feito mediante a apresentação do documento de identificação do visitante e pode, ou não, conter uma fotografia capturada na hora, com a câmera da portaria ou da recepção.

Cada vez que o a pessoa retorna ao local é necessário fazer um novo cadastro, pois este identifica o cartão.

Após a liberação do acesso, o visitante recebe um cartão que precisa ser aproximado do leitor que fica posicionado ao lado do portão, elevador, catraca de acesso ou porta de entrada.

Na saída, o cartão deve ser inserido em uma caixa coletora para que o acesso seja liberado.

Esse tipo de controle de acesso, por cartão de proximidade, exige investimento na aquisição e instalação de equipamentos, como o leitor e também a caixa de descarte dos cartões, além de várias unidades dos próprios cartões.

Desvantagem

A maior fragilidade desse sistema é que ele é facilmente fraudável, já que os usuários podem perder o cartão, facilitando que ele seja encontrado e utilizado indevidamente por terceiros.

Além desse perigo, cada vez que um cartão é extraviado há também a despesa de reposição do cartão, que é um acessório eletrônico.

Outro inconveniente desse sistema de controle de acesso é que o cartão pode ser intencionalmente “passado” de uma pessoa para outra, facilitando o acesso de indivíduos não autorizados no condomínio.

Vantagem

Uma das principais vantagens do controle de acesso por cartão de aproximação é a praticidade. Com uma leve aproximação do ponto de contato, ele já libera o acesso.

Além disso, pela mecânica simples do seu funcionamento, dificilmente ele dá erro e tem boa durabilidade.

 

controle de acesso por cartão

Controle de acesso por biometria

O acesso por biometria é tão seguro que tem sido cada vez mais utilizado pelos bancos, para acesso aos caixas eletrônicos, e também é o sistema de controle de acesso mais utilizado em ambientes de máxima segurança.

Como funciona

O sistema de controle de acesso por biometria funciona a partir do reconhecimento das digitais ou outras partes do corpo, como íris, retina, face e palma da mão.

Essas informações são digitalizadas e ficam armazenadas, atreladas a um cadastro do visitante, que inclui dados como nome completo e número do documento de identidade, bem como o nível de permissão de acesso e circulação dentro do condomínio.

Esse cadastro é permanente e só precisa ser realizado uma única vez, pois ele identifica a pessoa por meio de dados únicos do indivíduo, informações não reproduzíveis.

Quando o acesso é liberado, após o cadastro da digital, o visitante deve aproximar o dedo do leitor posicionado nas portas de entrada e saída, na portaria, na garagem ou nas dependências internas do condomínio.

Cômodo, prático e eficaz, o sistema de controle de acesso por biometria impressiona os visitantes, causando uma percepção de modernidade e tecnologia de segurança, e não gera despesas relacionadas a eventuais perdas de itens de acesso, como é o caso do cartão.

Desvantagem

Uma das desvantagens do controle de acesso por biometria é a falha na leitura das digitais. Isso pode acontecer por  má-qualidade do leitor biométrico, daí a importância de escolher empresas confiáveis no mercado na hora de contratar a solução.

Vantagens

Entre as vantagens, a biometria dificilmente é passível de fraudes, pois as digitais são únicas.

Outro ponto positivo é a praticidade em não ter que carregar cartão ou decorar senhas.

 

 

Gostou dessas dicas sobre as principais diferenças entre o controle de acesso por cartão e por biometria? E no seu condomínio, como é feito o controle de acesso das pessoas? Conte pra gente nos comentários.

E não esqueça de compartilhar o psot nas suas redes sociais.

 

 

Controle de acesso por cartão ou por biometria: diferenças

Deixe uma resposta