fbpx

Funcionários bem preparados

A vida vertical, cada vez mais comum nos grandes centros urbanos, também se torna a escolha de muitos moradores pela segurança oferecida. Entretanto, uma vez que a segurança é baseada em pessoas conscientes, procedimentos e normas técnicas, os funcionários devem ser treinados para proteger o local e precisam estar atentos ao cumprimento das regras internas.
O primeiro passo é contratar um consultor ou empresa especializada e estabelecer um manual de segurança para o condomínio. Os funcionários serão treinados na teoria e na prática, evitando, dessa forma, surpresas desagradáveis, como a invasão do local por ladrões.
De acordo com o consultor de segurança da Plansec, David Fernandes, o treinamento ideal deve ser realizado uma vez por mês com os funcionários, para que internalizem as ações e ajudem a garantir a segurança do local. Ele também cita outras medidas de comportamento que os funcionários devem ter:
– Adotar procedimentos de controle de acesso, como a identificação de cada pessoa, deixando-a entrar no condomínio apenas se houver autorização do morador;
– Ter cuidado na entrada de visitantes, prestadores de serviço, oficiais de justiça e entregadores, que não devem ultrapassar os portões;
– Estar atento e manter observação constante a todos os passos que acontecem dentro e fora do condomínio;
– Não se aproximar de estranhos junto aos portões ou perímetro, bem como acionar os órgãos públicos em casos de suspeitas ou emergências;
– Se a situação fugir do previsto, deve seguir as normas do manual de emergências para saber como atuar em cada uma, como procedimentos para invasão armada, disparo de cerca elétrica, entre outros.
Softwares e controles – Além do treinamento e de um manual de segurança que deve ser feito para o condomínio, os softwares operacionais também são importantes aliados dos funcionários e moradores para evitar que pessoas mal-intencionadas invadam o local.
“Os softwares mais adotados são os de controle de acesso e de visitantes, o uso de câmeras e o intertravamento de portões. Mas algo bem simples e muito importante é o uso correto do interfone para evitar a rendição do porteiro e a entrada não autorizada”, explica o consultor em segurança David Fernandes.

Para evitar surpresas

Ao adotar o manual de segurança combinado com os softwares e treinamentos regulares dos funcionários, o condomínio reduz os riscos de ser surpreendido por pessoas mal-intencionadas
Os funcionários são treinados de acordo com a necessidade percebida pela administração, com base em suas próprias ações

Funcionários bem preparados

Deixe um comentário